O que é Neuromarketing e Por que ele é melhor do que o marketing tradicional?

O que é Neuromarketing e por que ele é melhor do que o marketing tradicional?

O Neuromarketing existe há alguns anos e, independentemente de estar familiarizado com o termo, você provavelmente já leu ou ouviu falar sobre algumas das ideias que os profissionais de marketing aprenderam com isso.

Mas o que realmente é o neuromarketing?, e por que é tão importante que você saiba sobre ele? Continue lendo para saber mais!

Entrando na mente dos consumidores

Neuromarketing é simplesmente neurociência aplicada ao marketing. Os pesquisadores usam tecnologias que observam atividade cerebral e biometria (como frequência cardíaca, rastreamento ocular, resposta galvânica da pele, codificação facial, etc.) para determinar como as pessoas respondem fisiologicamente às mensagens de marketing.

Os exemplos de Neuromarketing podem incluir:

  • Seguir o movimento dos olhos para ver quais partes de uma página da internet chamam a atenção do usuário;
  • Usar imagem EEG do cérebro para determinar a resposta emocional de um anúncio ou produto;
  • Determinar qual versão de um anúncio gera a maior atividade cerebral, como visto em uma análise fMRI.

O objetivo do neuromarketing é entender melhor o comportamento do consumidor, obter informações sobre as reações e a tomada de decisões no nível inconsciente. Uma vez que 90 por cento da informação que entra no cérebro humano é processada de forma inconsciente, a neurociência nos fornece informações valiosas sobre respostas humanas automáticas que influenciam o comportamento do consumidor.

Veja também: Marketing de Relacionamento

Em contrapartida, os métodos tradicionais do Neuromarketing envolvem pesquisas com os consumidores, grupos focais e observação externa para coletar dados sobre o que as pessoas pensam, sentem e acreditam. Esses métodos tradicionais são melhores para revelar processos conscientes de tomada de decisão.

Os prós e os contras do Neuromarketing

O Neuromarketing pode ser usado para ajudar suas mensagens de marketing a atrair potenciais clientes, enquanto os métodos tradicionais ajudam você a aprimorar sua mensagem para um público específico.

Você ainda precisará fazer muitos testes para ver o que realmente funciona para o seu público-alvo, no seu mercado, com seus produtos. Desculpe, mas o Neuromarketing não é uma bala mágica.

Vantagens do Neuromarketing

A maior vantagem do neuromarketing é que ele pode preencher as lacunas deixadas pelos métodos de marketing tradicionais, porque o neuromarketing fornece informações sobre situações em que os consumidores dizem que querem uma coisa, mas depois atuam (ou seja, compram) de uma maneira diferente.

Neuromarketing tem vantagens porque:

  • É preciso analisar as emoções nos consumidores, e não avaliar de forma superficial;
  • Pode estreitar as reações fisiológicas a partes específicas de um anúncio ou mensagem;
  • Fornece uma visão das respostas automáticas que ocorrem no nível subconsciente.

Limitações do Neuromarketing

No entanto, é importante ter em mente que as variações na forma como os indivíduos processam informações e as limitações dos testes podem dificultar os resultados. As limitações incluem:

  • Um alto custo na aquisição de pesquisa de Neuromarketing;
  • Uma vez que a neuro ciência ainda está evoluindo, não há uma maneira completamente confiável de conectar os estímulos de marketing às emoções desencadeadas.
  • As reações observadas em um ambiente de teste de laboratório podem ser diferentes do que seria em um ambiente de compra real.

Por que precisamos do Neuromarketing e do Marketing Tradicional?

Um ponto importante a lembrar é que a natureza das pessoas costumam ser do “contra”, ou seja, os seres humanos muitas das vezes dizem uma coisa, mas fazem outra.

Isso não significa que todas as pessoas sejam hipócritas. É só que os seres humanos são criaturas complicadas com muitos desejos controversos. Na verdade, uma das maiores oportunidades para os empresários e empreendedores é ajudar a aliviar esse conflito interno – seja guiando as pessoas através de suas opções para que elas possam tomar uma decisão clara ou fornecendo uma nova opção que lhes permita tomar uma atitude mais sábia.

Veja também: Palestras para eventos

Embora todos os estímulos que os seres humanos encontrem sejam filtrados pelo sistema de processamento inconsciente, o processo consciente de tomada de decisão também é importante. A pesquisa de marketing tradicional que fizemos, nos deu uma visão valiosa sobre o porquê as pessoas tomam as decisões antes de comprar algo que elas querem ou, pelo menos, por que elas desejam tal produto.

Então, por mais que possa ser tentador ficar preso em um debate sobre qual tipo de pesquisa nos dá melhores dados (Marketing Tradicional ou Neuromarketing) – os empreendedores experientes seriam sábios para utilizar ambos, porque cada método mede diferentes fatores e nos dá informações diferentes.

Resultados das pesquisas de Neuromarketing

Pesquisa de neuromarketingO campo do Neuromarketing ainda é novo, entretando muita coisa já foi compravada através da observação e da experiência ou por meio de métodos de marketing tradicionais. Poucos estudos foram publicados, e as empresas que estão fazendo suas próprias pesquisas geralmente não estão dispostas a compartilhar suas descobertas.

Alguns dos pontos que o Neuromarketing revelou é inesperado, mas a maioria não é. Veja a seguir:

  • As emoções conduzem a tendências e a tomada de decisão subconsciente;
  • Imagens são processadas ​​mais rapidamente do que as palavras;
  • Imagens de celebridades, belas mulheres, crianças e cachorros são universalmente atraentes;
  • As caras de qualquer tipo atraem o olho melhor do que outros tipos de imagens e transmitem importantes informações emocionais, como humor, status, etc;
  • As mensagens que os consumidores consideram irrelevantes reduzem suas respostas positivas;
  • Os elementos de marketing que os consumidores podem identificar pessoalmente criam uma resposta positiva;
  • Quando um consumidor adquire um produto de uma marca, ele é leal, o centro de recompensas do cérebro é ativado;
  • Os preços com números redondos (como R$100,00) são processados ​​com mais facilidade, mas números como R$ 99,99 são percebidos como um melhor negócio.
  • Certas cores provocam reações emocionais particulares;
  • A primeira e a última parte de uma mensagem são especialmente importantes para definir o contexto de como uma mensagem é percebida;
  • As normas sociais, como a reciprocidade, podem ser invocadas para influenciar o comportamento.

Conclusão

O Neuromarketing é uma ciência nova e em evolução que pode ajudar os profissionais de marketing a entender o comportamento do consumidor de forma a melhorar as seguintes coisas:

  • Embalagens;
  • Preços
  • Posicionamento de marca;
  • Estratégias de promoções;
  • Desenvolvimento de novos produtos.

As pesquisas do marketing tradicional e do Neuromarketing podem nos fornecer informações valiosas sobre como os seres humanos processam informações e tomam decisões conscientemente e inconscientemente. À medida que a ciência do Neuromarketing melhora, resultados mais confiáveis ​​devem estar disponíveis no futuro.

No entanto, as informações de ambas as fontes sempre precisam ser aplicadas de forma pensativa e estratégica, levando em consideração o público-alvo, o mercado, os produtos e as metas únicas de uma empresa. Além disso, será necessário testar as melhores práticas em situações específicas para ver o que realmente está funcionando.

Deixe seu Depoimento

Depoimentos



Deixe uma resposta